Posts Tagged ‘homem’

h1

Valores femininos totalmente errados.

mars 11, 2009

Ou Marie, o homem.


Sabe aquelas revistas babacas que brincam de diagnosticar comportamentos típicos femininos pra tentar conseguir popularidade entre um número maior possível de leitoras? Essas que também costumam rotular comportaments masculinos em grandes categorias, pra tentar provocar reaçoes idiotas como: « o lá de casa é assim » ou « eu quero um desse jeito »? Sempre achei retardado. Até porquê, sempre fui « o homem », mas revistas femininas. Aquele que não liga no dia seguinte, aquele que esquece datas e aniversários. Aquele que prefere programinha com os amigos ao tête-à-tête a luz de velas. Sou eu. E sou mulher.

So aquele que viaja um mês com uma malinha só. Sou aquele que conta a aventura da véspera à melhor amiga, e não consigo acreditar que alguma mulher seja falsa o suficiente pra condenar uma atitude que ela mesmo faz. Sou aquele que dá número de telefone falso quando o cara tá mais enchendo o saco que agradando.  Sou o cafa. Sou aquele que gosta de sexo pelo prazer do sexo. Sou essa personagem masculina que a mídia bobinha tenta te fazer repulsar, cara leitora. Sorte sua que eu sou mulher.

Acho mais interessante as revistas masculinas. Talvez porque nossos colegas homens-de-fato sejam um tiquinho mais exigentes quanto aos seus conteúdos. Não fico irritada que meu namorado goste de revista de mulher pelada. Olho revista de mulher pelada (provavelmente não pelos mesmos motivos, mas sabe como é, né… « comparo » 😉 ). Quando vejo uma mulher bonitona na rua, geralmente sou eu que comento: essa daí você acha bonita? Como não!? Nossa, como você é exigente: a menina é linda!

E mais: eu não só sou a personagem do « homem » da sua revistinha de mulher desocupada, mas ainda não entendo a mulher com a qual ela comunica! Existe mesmo, essa de ficar constrangida, ao acabar um namoro, por perguntarem se está solteira? Existe mesmo essa de ficar pra baixo porque todas suas amigas estão namorando e você não? E de ter vergonha de dizer em voz alta que não é casada? Qual é?? Acho que eu vivo num mundo muito paralelo!E daí que o cara não ligou!? E daí que você não gozou de primeira? E daí que você tá pra lá dos 30 e ainda não tem anel no dedo? Muuuuuiito paralelo…

Ontem assisti ao filme « He’s Not That Into You », que, pessoalmente, achei bem legal, na medida do possível (assistir versões filmadas das telas do cinema é uma heresia que não dá uma noção de vários aspectos do filme. Mas que se dane. A noite é minha, a solidão é minha, a pipoca é minha e eu quis assistir a primeira coisa que passou na frente. Anyway.) No filme, a ex-Friends Jennifer Annisto incarna uma mulher humilhaaaada pela sua situação de recém-solteira. Hum… alo? Legendas, please? So what? E hoje achei um post comiquíssimo sobre uma menina que comprou um pó de maquillagem com defeito: abriu e se deu com pó pelo banheiro inteiro. (Nossa, que barbaridade, maquillagem novinha! Você não entende, snif, yadda yadda). Juro pra vocês que num dos comentários do post tinha uma amiga-toma-dores dizendo que sentia muito pela outra, e que se isos tivesse acontecido com ela, seria como perder um filho (!!!) Alo???? Legendas de novo???

Podem achar que eu sou infeliz, que eu que não sei a beleza do « amor verdadeiro », que sou lésbica ou que ando com homens demais. Nada disso é verdade (até porque, o que é « homem demais » ;)?), mas que essa síndrome Sex-and-the-City está indo waaay too far… isso tá!

Quando ser mulher não for mais sinônimo de futilidade, eu volto a usar a camisa do time.

Publicités
h1

A TV, a chuva e o pinto piramidal

septembre 24, 2008

Essa é uma história verídica de uma garota super bem resolvida, que sabe o que quer, mas muita vezes não sabe o que faz. Querer e fazer não são sempre causa e conseqüência no mundo feminino… aliás, muitos binômios básicos também não o são: pensar e agir en conseqüência; ter vontade e executá-la; ter juízo e ouví-lo… que mais? Tomar uma decisão e a colocar em prática… enfim… lista exaustiva fugindo do meu ponto inicial. A garota en questão é muito minha amiga, e por isso dividiu esse anetoda íntima comigo.

Nos telefonamos. Nada pra fazer nessa cidade, nas vésperas da volta às aulas. Ninguém chegou de viagem ainda, a rotina ainda não pegou no tranco, a conta bancária não está na fase de permitir entretenimentos exóticos. Vamos fazer alguma coisa? Putz, hoje é domingo, domingo fica tudo fechado.

Sim meu caro leitor  do Brasil. Fica achando que aí é que é o fim de mundo, fica! Vem pra Europa ver a cidade parar depois das 19h, e o domingo só servir para ficar plantado na frente dessa porcaria de computador…Enfim Read the rest of this entry ?