h1

Eles simplesmente não entendem

novembre 24, 2008

ObsoletesQuem me conhece já sabe que tenho sérios problemas com a tal « procrastination« … Agora, por exemplo, eu deveria estar fazendo uma maquete bastante complexa, até, mas se esse post existe é justamente a prova que não a estou fazendo, não é mesmo?

Enfim, a razão pela qual eu lhes tomo o tempo hoje é por ter tropeçado em algo que tomou longos momentos do meu, esse fim de semana. É um site/blooeeeuuuugh/whatever muito bem feito (em inglês). Nele há uma série de artigos muito engraçados sobre esses foras tão bonitinhos que dão as pessoas mais velhas quando o assunto é tecnologia. Vou aqui tradizir algumas para o português (Note, meu caro leitor, o favor imenso que estarei fazendo, não porque duvido do seu nível idiomático, mas porque você pode sucumbir à mesma tentação que eu e acabar lendo TODOS os artigos, o que, pessoalmente, tomou 1:30h do meu precioso tempo de sono…).

Com isso, apelo para a sua experiência: seus pais/avós/whatever já tiveram momentos « tilt » como um desses?:

– « Minha professora de espanhol costuma tirar fotocópias de uma folha branca quando ela precisa de papel sulfite. Ela não descobriu que era só abrir a gavetinha para pegar quantas folhas ela quiser »

– « Minha mãe queria estar « online », o que ela costuma dizer para se referir a ter conexão internet em casa. Eu então configurei o wifi em casa e ela então me perguntou: ah, agora podemos até usar mouse sem fio? »

– « Meu pai acha que eu tenho um Blackberry porque meu celular é preto »

– « Meu pai sempre costuma me telefonar à noite para saber como foi meu dia, e eu sempre percebi que as conversas terminavam sem muitas cerimônias, ou até sem tom de despedida nenhum (ele praticamente desligava na minha cara). Um dia eu o vi telefonar para minha irmã e entendi o porque: toda a vez que a tela do celular desligava (ou seja, após 30sec de comunicação), ele pensava que o tempo dele tinha acabado e se via na obrigação de desligar. »

– « Uma vez minha mãe pediu para ver fotos minhas no Facebook. Eu só lembrei de como tudo aquilo seria queima filme (festas bêbado, entre outras) que respondi que se ela achasse as fotos online, poderia ver sem censura. Deixei-a na frente do computador, e voltei, 20min mais tarde ver como estava a coisa. Ela tinha em sua frente um documento em branco do Word. Entendi que não deveria me preocupar. »

– « Minha avó está covencida de que posso ouvir quando ela deixa uma mensagem na secretária do celular. Quando vou checar, ouço recados dizendo: oi, é a vovó….. atende, eu quero falar com você…. eu sei que você está aí…. bom, já que não quer atender, me ligue quando pegar a mensagem…. o número é 91555535….. »

– « Toda vez que acaba a tinta da impressora, meu pai vai comprar uma nova impressora »

– « Fui visitar meus pais num feriado e vi que estavam muito contentes com minha chegada: queria aproveitar que eu sei « tudo de internet » para ver o que havia de errado com o telefone de casa. Fui ver do que eles estavam falando e quando cheguei em frente ao carregador, vi o controle remoto do DVD colocado para recarregar. »

– « Meu pai tem um caderninho ao lado do computador onde ele anota o email de todos seus contatos, assim como sites interessantes, se dando o trabalho de copiar os links inteiros, assim como http://www.facebook.com/profile.php?id=802435721#/profile.php?id=552202381&ref=name. »

– « Quando lhe perguntaram se ele tinha endereço de email, meu pai respondeu: acho que sim… tente Paulo.com »

– « Minha mãe me pergunta como fazer para acessar o « bluetube » do celular. »

– » Um dia minha mãe virou frenéticamente cuidadosa em relação à limpeza do nosso quintal. Quando quis saber que raios estava acontecendo, ela respondeu que não queria que « as pessoas do Google Earth » colocassem seu quintal no site deles. »

– « Eu tive de remomear o atalho para o Firefox para « A Internet » porque meus pais, que ficaram confusos quando eu tirei o Explorer, viviam deletando o programa. »

– « Minha mãe me ligou brava porque toda a vez que ela conectava o MP3 no computador, ele « congelava », e quando ela desplugava, ele voltava a funcionar. Quando eu fui ajudá-la, pedi para me mostrar como ela costumava fazer. Ela então virou o computador, tirou o cabo do mouse, colocou o cabo do MP3, olhou pra mim tentando mover o cursor e disse: Viu? »

– « Uma mulher do trabalho me perguntou se eu costumava « assistir ao Youtube ». Depois do tempinho de silencio que precisei para ter certeza do que ela estava falando, respondi que sim. Ela então continuou: é muito legal, tem um show lá com criancinhas comendo pimenta… »

– « Meu pai não entende que para acessar um site na internet, ele precisa realmente existir. De fato, quando vejo o histórico do navegador, há uma lista enorme contendo coisas como: http://www.pizzarianobairrodobrooklin.com ou http://www.comotrocaratintadaimpressoraepson.com »

– « Um dia minha mãe me liga desesperada: filho, você tem de vir agora… Não sei direito o que aconteceu, mas eu acho que fiz uma coisa muito grave e a polícia já deve estar a caminho. Assustado, perguntei o que tinha acontecido, e ela respondeu: eu estava na internet, e apareceu uma mensagem dizendo que eu havia efetuado uma operação ilegal! »

Na série « meus pais acham que MP3 é um toca-fitas »:

– « Uma vez estávamos viajando ouvindo meu MP3 no carro. Minha tia gostara de uma música e perguntou: pode colocar essa no meu MP3 também? Eu respondi que já a tinha colocado, e ela então quis saber: ah, mais ou menos depois de quantos minutos?

– « Minha mãe nunca deixa eu apagar músicas de seu MP3 para que caibam outras, porque não quer ter de ouvir dois minutos de silêncio entre uma música e outra. »

– « Eu uma vez fiz uma pergunta ao meu tio por sms. Recebi, cinco dias depois, a resposta « SIM »…quatro vezes. »

– « Minha mãe imprime e arquiva seus emails. »

E para terminar, um de minha própria autoria, que diz respeito à minha cara vovozinha:

Quando recebe arquivos, fotos ou powerpoints-corrente « interessantes » anexados por email, minha vó os salva em uma pasta especial, para poder os achar sempre. Quando o computador fica « muito pesado », ela passa essa pasta para CD, para não perder tudo. Ela já deve estar no quinto CD.

2 commentaires

  1. Vou adicionar um detalhezinho a historia escrita pela minha irma, a autora desse blog.
    A vó, que também é minha vó (logico)nao só coleciona Cds desses e-mails que todo mundo joga fora sem nem mesmo abrir, mas ela os consulta em momentos de tédio.
    Nao, os CDs nao ficam jogados dentro de uma gaveta, diz ela que quando nao tem muita coisa para fazer, ela lê mensagem por mensagem, 2, 3, 4 vezes….


  2. Menina, eu tenho o mesmíssimo problema e estou com essa problema nesse exato momento. Tenho prova de Direito Constitucional I, do professor que mais odeio na face da terra, e ainda tenho um trabalho para entregar a esse mesmo professor, e tou enrolando….



Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s

%d blogueurs aiment cette page :